segunda-feira, 19 de outubro de 2009

Tomando as palavras da nossa Lex Fundamentalis, e comparativamente ao Reino da Holanda, então onde se encontra o substrato dos ditames acima expressos? Porque é que no nosso Portugal tão “evoluído” democraticamente, não se progride para uma possibilidade de abarcar outras formas de representação de Estado?
Publicada por Acção 288 b

6 comentários:

Anónimo disse...

Uma coisa é o estado, onde o Sr. Presidente da Respublica e o Primeiro Ministro cabem, outra é a eterna Nação Portuguesa, que só se pode rever no seu Rei.

A questão monárquica não pode deixar de ser profundamente discutida, na comemoração dos 100 anos do golpe republicano.

Anónimo disse...

Uma forma interessante de popularizar mais a familia real seria comercializar fotografias.

Incúria da Loja disse...

Cara Maria, estava em falta consigo por nunca ter agradecido, em nome da Acção 288 b (agora “Incúria da Loja”), a sua sensibilidade e companheirismo monárquicos por ter divulgado (e assim percebido) este artigo/apelo, na nossa opinião, muito importante para a Causa. Se ler novamente este texto, verificará que nele reside a base que nos motivou a mudar o nome do anterior blogue. Embora se trate de um assunto técnico-jurídico, a conclusão a que chegamos (e esperamos que o Dr. P. Teixeira-Pinto também), poderá resultar numa maneira muito mais célere de chegarmos ao referendo que queremos. A partir daí, entendeu-se que a designação “Acção 288 b” deixava de fazer o mesmo sentido…compreende ?! Quanto ao resto dos "acrescentos" ao blogue, nada mais reflectem que a mesma preocupação que El-Rey D. Miguel I tinha e sempre, em prol do Catolicismo, combateu. É esta motivação a qual partilhamos com O bisavô de S.A.R o Senhor D. Duarte Pio. É só isso. Obrigado Maria. Sem outro assunto, despeço-me desejando à grande monárquica portuguesa, um forte bem-haja. Viva a moderna e nova Monarquia para Portugal. Pela “Incúria da Loja”, Pedro.

Maria Menezes disse...

Caro Pedro
Não consigo entrar no seu blogue e diz "perfil não encontrado" quando clico no seu nome.
O link é o mesmo do 288b?
Compreendi perfeitamente a mudança do nome para a Incúria Régia. Acho que fez bem e vamos ver o que o Paulo Teixeira Pinto que conhece aqueles meandros todos da AR, consiga então o referendo tão esperado.
Saudações Monárquicas!

Incúria da Loja disse...

Maria, não está a entrar porque há um novo endereço. É este: http://incuriadaloja.blogspot.com/ (guarde este link, o antigo já não funciona...pode eliminar) Ok ?! Cumprimentos, Pedro.

Maria Menezes disse...

Obrigada, Pedro. Está tudo em ordem agora. O "bichinho do 288" foi conservado...
Bem haja!