quinta-feira, 15 de outubro de 2009

15 DE OUTUBRO DE 1942 (PETRÓPOLIS - BRASIL)
O Chefe da Casa Real Portuguesa, neto de El-Rei Dom Miguel, une-se a uma Princesa da Casa Imperial Brasileira, trineta do Imperador Dom Pedro I. Este é um casamento que liga dois ramos da mesma Família, separados há mais de um século. Duas Casas Reais divididas pelo Atlântico e pela História, voltam a ter laços comuns. Ratifica-se um volte-face histórico, unindo as Casa Real de Portugal e Imperial do Brasil, após uma cisão separatista e uma terrível e sangrenta guerra civil.
Para melhor sublinhar os sinais de pacificação, a Senhora Dona Maria Francisca convida para sua madrinha, a Rainha Dona Amélia de Orleans e Bragança, a última sobrevivente da linha constitucional da Casa Real Portuguesa. Deste matrimónio nasceria, a 15 de Maio 1945, o actual Chefe da Casa Real Portuguesa, S.A.R., Dom Duarte Pio de Bragança.
Foto: SS.AA.RR., Dona Maria Francisca, Dom Duarte Nuno, Dom Duarte Pio e SS.AA., Os Infantes Dom Miguel e Dom Henrique.

1 comentário:

Rogério "Loreira" disse...

Um verdadeiro casamento de reconciliação com os dois ramos da Casa de Bragança!!Sem dúvida alguma um belíssimo casamento!!Vivam os Braganças, os Portugueses e os Brasileiros, separados pelo grande Atlântico!!